Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Igreja \ Igreja no mundo

Suécia: Igreja caldeia será consagrada a Virgem Maria em 8 de dezembro

Igreja caldeia da Virgem Maria em al-Qoush, norte do Iraque, local de onde partiram muitos iraquianos para a Suécia - AP

22/11/2017 17:39

Estocolmo (RV) –  Será consagrada em 8 de dezembro a nova Igreja dedicada a Virgem Maria em Södertälje, para os fiéis caldeus na Suécia, uma comunidade de cerca 17 mil pessoas fugidas da guerra no Iraque e Síria.

Os católicos caldeus de Södertälje “são muito ativos na comunidade, mas não tinham um espaço que fosse de encontro às suas necessidades”, explica uma nota da Diocese de Estocolmo, divulgada pela Agência SIR.

Por esta razão, a Diocese havia promovido em 2015 uma coleta de fundos para a construção de uma igreja e de um centro capaz de acolhê-los.

Em 17 de dezembro de 2016 foi colocada a pedra fundamental do novo templo.

Agora, ele “torna-se um local de encontro para a segurança e a comunidade dastas pessoas que fugiram da guerra e das perseguições”, explica a nota.
“O centro cultural torna-se também um percurso de integração, onde os recém chegados podem encontrar a cultura e a língua sueca”.

A celebração de 8 de dezembro será presidida pelo Cardeal de Estocolmo, Dom Anders Arborelius.

Inúmeros serão os convidados, como o Cardeal Rainer Maria Woelki (Colônia, Alemanha), o Patriarca da Igreja Caldeia Louis Raphael Sako, o Embaixador iraquiano na Suécia, além de representantes de outras comunidades religiosas.

A Igreja Católica na Suécia conta atualmente com cerca de 116 mil membros registrados, mas segundo a Diocese, “o número de católicos residentes no país é de cerca 150 mil pessoas de nacionalidades e línguas diversas”. As paróquias são 44 em todo o país. (JE/SIR)

22/11/2017 17:39