Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Igreja \ Igreja no mundo

Brasileiros em missão em Pemba e Nampula, Moçambique

Dom Esmeraldo é bispo referencial para a Ação Missionária da CNBB - RV

12/10/2017 13:15

Pemba e Nampula (RV) - Uma das propostas da visita de Dom Esmeraldo Barreto de Farias, Presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Missionária e Cooperação Intereclesial da CNBB e do Padre Maurício da Silva Jardim, diretor das Pontifícias Obras Missionárias (POM) à Moçambique é conhecer a realidade dos missionários e missionárias do Brasil que atuam naquele país da África austral. Para proporcionar essa escuta, foram realizados em Pemba e em Nampula, dioceses localizadas no norte do país, encontros com os brasileiros.

Encontro dos Brasileiros 

A Diocese de Pemba conta atualmente com 25 missionários, entre eles o bispo, o brasileiro Dom Luiz Fernando Lisboa. O encontro com os brasileiros no local ocorreu no dia 06 de outubro e reuniu padres, irmãos, irmãs e um diácono. Já em Nampula, que conta com 20 missionários, o encontro aconteceu na última segunda-feira, 09 de outubro, com presbíteros, religiosos, religiosas e leigos.

O contexto social de Moçambique é um grande campo de trabalho para os missionários. Entre as dificuldades enfrentadas na missão, estão a exploração em minas de ouro, rubis, grafite, mármore e a realidade das injustiças sociais, especialmente ligadas a desvalorização da mulher, ao descaso na saúde e na educação e a falta de saneamento básico e acesso à água.

Apesar destas dificuldades, há muitos sinais de esperança e alegria na missão que vai além do atendimento pastoral nas paróquias. Entre as equipes missionárias e congregações, há um esforço muito grande no trabalho com as mulheres e crianças, através de reforço escolar, bibliotecas, escolas, formações, saúde alternativa e associações para complementação e geração de renda.

A avaliação de Dom Esmeraldo

Segundo Dom Esmeraldo Barreto de Farias, “conhecer mais de perto – ver, ouvir, sentir com o coração, tentar compreender – aspectos da realidade de um povo e a sua cultura, abre ainda mais o coração para a importância da missão ad gentes. A oportunidade de participar dos encontros com missionários(as) brasileiros(as) em Pemba e Nampula confirmou em mim a convicção de que o Espírito Santo é o protagonista da missão. Ele suscitou no coração de cristãos leigos(as), de religiosas e de padres religiosos e diocesanos a resposta ao chamado de Deus para seguirem Jesus como missionários(as) nessas terras de Moçambique”, ressalta o bispo.

Dom Esmeraldo e Padre Maurício da Silva Jardim permanecem em Moçambique até o dia 18 de outubro

Confira aqui o testemunho de Dom Esmeraldo após a visita ao Campo de Refugiados de Maratane, na Arquidiocese de Nampula, na semana passada.

(Victória Holzbach/cm)

12/10/2017 13:15