Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Artigos \ Bispos

Artigo: Zero violência, 100% ternura

Um em cada cinco homicídios na América Latina e no Caribe tira a vida de uma criança - AFP

10/10/2017 08:00

Maringá (RV) - A Pastoral da Criança participa de um programa, juntamente com a Conselho Episcopal Latino Americano (CELAM) e a World Vision, denominado "Centralidad de la Niñez". Esta aliança interinstitucional está desenvolvendo uma campanha continental, em parceria com a Cáritas América Latina e Caribe e a Associação Latinoamericana de Educação Radiofônica (ALER), denominada "Zero violência, 100% ternura”.

A campanha "Zero Violência, 100% Ternura", que terá a duração de três anos, procura sensibilizar as famílias, escolas, igrejas e indivíduos para eliminar este flagelo, cujos números oficiais mostram que um em cada cinco homicídios na América Latina e no Caribe tira a vida de uma criança. A iniciativa pretende promover também a eliminação de outras formas de violência contra crianças, incluindo o trabalho infantil forçado, abuso sexual e castigo físico e humilhante na família.

Um dos objetivos principais da campanha, que já foi lançada no Equador, Venezuela e El Salvador, é posicionar a ternura como modelo de criação, envolvendo toda a sociedade na promoção de um tratamento de respeito e amor e condenando todas as formas de violência contra crianças.

Como diz o Coordenador Internacional da Pastoral da Criança, Nelson Arns Neumann, “o principal caminho para acabar com a violência é o fortalecimento das famílias. Não apenas em relação ao acesso à informação sobre os cuidados com a criança, mas também seu empoderamento através de redes de famílias e comunidades que não somente exigem do Estado mas, principalmente, fazem o que está ao seu alcance”.

Neste mês de outubro em que celebramos o Dia das Crianças, vamos propor um novo pacto de defesa das nossas crianças. Precisamos resgatar valores, valorizar a vida, o direito de brincar e preservar as crianças de todos os tipos de violência. Nossas crianças não podem ficar desprotegidas, expostas a conteúdos impróprios. Lutamos tanto para dar vida às crianças e agora não podemos deixar de protegê-las. Vamos valorizar os Conselhos Tutelares e toda a rede de assistência voltada às crianças.

Compartilho aqui o telefone do Disque Denúncia Nacional de Abuso e Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes: 100

O serviço do Disque Denúncia Nacional de Abuso e Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes é coordenado e executado pela Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República.

Por meio do 100, o usuário pode denunciar violências contra crianças e adolescentes, colher informações acerca do paradeiro de crianças e adolescentes desaparecidos, tráfico de pessoas – independentemente da idade da vítima – e obter informações sobre os Conselhos Tutelares. O serviço funciona diariamente de 8h às 22h, inclusive nos finais de semana e feriados. A identidade do denunciante é mantida em absoluto sigilo.

Pedimos que a Mãe Aparecida, padroeira do Brasil, abençoe nossos pequenos. Quero convidar a todos para participarem da grande festa com as nossas crianças e a padroeira do Brasil, no dia 12 de outubro a partir das 13h no parque de exposições de Maringá. No Cenáculo com Maria, vamos celebrar a nossa fé e rezar pelas nossas famílias.

Dom Anuar Battisti

Arcebispo de Maringá

10/10/2017 08:00