Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Igreja \ Igreja na América

Bispos colombianos da Região do Caribe: a água é um direito de todos

Papa chegando ao aeroporto de Cartagena, Colômbia

28/09/2017 11:15

Salgar (RV) - “A água é um dom de Deus para toda a humanidade e não pode tornar-se, certamente, um instrumento para o enriquecimento de alguns privilegiados”, reiteraram com firmeza os bispos e agentes pastorais da Colômbia, da Região Caribe, durante um encontro realizado, em Salgar, no Departamento de Antioquia.

As principais cidades da Região do Caribe colombiano são Barranquilha, Cartagena das Índias, Santa Marta e Valledupar.

O objetivo da reunião foi o de concretizar um itinerário de reconciliação e paz nessa área do país, segundo o apelo feito pelo Papa Francisco durante sua recente viagem apostólica à Colômbia.

Segundo o jornal da Santa Sé, L’Osservatore Romano, os prelados reiteraram o desejo de acolher o convite do Pontífice por um cuidado responsável da Casa comum e se comprometeram a trabalhar, no contexto dessa região caribenha, pelo alcance de um pacto social e cultural que permita uma convivência pacífica e respeitosa dos direitos dos pobres. Um compromisso que não pode prescindir do sublinhar a necessidade de uma distribuição justa dos recursos naturais e da urgência de combater a poluição ambiental, primeira causa das mudanças climáticas que provocaram muitos sofrimentos, especialmente às populações mais carentes da região caribenha como também de muitas outras áreas pobres do Planeta.
 
Nessa perspectiva, os bispos do caribe colombiano ressaltaram que uma das principais preocupações pastorais será a promoção do conhecimento, do estudo e aplicação concreta das indicações contidas na Encíclica ‘Laudato si’ do Papa Francisco. 

Os prelados se disseram prontos para enfrentar o desafio da tutela do ambiente e de uma distribuição equitativa dos recursos hídricos, na convicção de que a água “é um dom de Deus, um direito vital e um bem comum”. 

Portanto, é preciso lançar um grande debate sobre o uso deste recurso natural fundamental e trabalhar, com o envolvimento das instituições acadêmicas e comunidades, pela realização de uma agenda comum.

“Reiteramos que a água que irriga a nossa Região do Caribe é um dom de Deus, um direito humano fundamental e um bem comum. O acesso à água é uma questão de justiça e sustentabilidade social e política em todo o Caribe”, concluíram os bispos colombianos.

(MJ)

28/09/2017 11:15