Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Igreja \ Igreja no Brasil

Tráfico humano: "Informação, principal ferramenta para enfrentá-lo"

No Brasil, mulheres e meninas são vendidas e abusadas - AFP

12/09/2017 07:00

Cidade do Vaticano (RV) – Domingo (10/09), antes de deixar a Colômbia, o Papa Francisco chamou mais uma vez a atenção para “pessoas que persistem em pecados que ferem a convivência e a comunidade” e disse que “na Colômbia e no mundo, milhões de pessoas são vendidas como escravos ou então mendigam um pouco de humanidade, uma migalha de ternura”.

Francisco ressaltou o perdurar “de fenômenos como o abominável tráfico de seres humanos, crimes e abusos contra menores e a escravidão que ainda espalha o seu horror em muitas partes do mundo”.

Em nosso país, várias instituições civis e religiosas se ocupam do combate a estes crimes. No Pará, a Irmã Henriqueta Cavalcante, assessora da Comissão de Justiça e Paz do Regional Norte2 da CNBB, é referência no combate à exploração sexual de crianças e adolescentes vendidas como mercadorias no tráfico de pessoas.

A religiosa, da Congregação de Nossa Senhora Menina, lamenta que as denúncias registradas são poucas em relação ao número real de casos e ressalta a importância do trabalho de informação e prevenção, que a seu ver, são as principais ferramentas para o enfrentamento do crime.

Ouça aqui:

(cm)

 

12/09/2017 07:00