Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Igreja \ Igreja no Brasil

A Igreja do Piauí "no coração da Amazônia", parte I

Missão levou 2 sacerdotes e 12 seminaristas à Prelazia de Borba (AM) - RV

25/07/2017 06:00

Cidade do Vaticano (RV) – A “Igreja em saída” se faz olhando pelas janelas o horizonte do Anúncio e abrindo as portas para ir ao encontro e acolher. Hoje, não se trata de demarcar as “terras de missão”, mas assumir a postura evangélica do testemunho cotidiano e permanente.

Com este espírito, dois sacerdotes e um grupo de 12 seminaristas deixaram o Piauí e passaram um mês, no início deste ano, em missão na Prelazia de Borba, no Amazonas. A experiência “no coração da Amazônia” fez sentir exatamente o que é a Igreja missionária, a necessidade de ‘ser missão’.

Nesta série de reportagens, acompanhamos o relato do Padre Wellistony Viana, reitor do Seminário Maior Interdiocesano Sagrado Coração de Jesus em Teresina. Ele começa lembrando o clamor lançado por Paulo VI: o coração da Igreja está voltado para a Amazônia, e define ‘marcante’ a experiência de viver com a Igreja local, onde os padres vão de barco celebrar a missa nas aldeias distantes, confirmando a fé de todos.

A invasão das seitas

“Um dos maiores problemas da Amazônia é a proliferação cada vez maior das seitas protestantes. Existem ‘escolas’ que formam ‘pastores’ em 3 meses”, revela.

Francisco Ramires, seminarista de Picos, interior do estado, destaca como positiva a acolhida e a abertura dos jovens, que por vezes os queriam seguir; mas por outro lado, constata a ‘falta de sonhos’ desta juventude

Ouça aqui:

(CM)

25/07/2017 06:00