Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Igreja \ Igreja na América

Papa na Colômbia: momento de graça e de bênção

Papa irá à Colômbia em setembro de 2017 - AFP

17/07/2017 12:17

Bogotá (RV) – Um tempo especial “de graça e de bênção”: assim o Arcebispo de Bogotá e Primaz da Colômbia, Cardeal Rubén Salazar Gómez, definiu a visita do Papa Francisco ao país, em setembro próximo.

Numa carta divulgada dias atrás aos moradores de Bogotá, o Cardeal Salazar Gómez escreve: “Sem dúvida, sabemos que será para todo o país um tempo de graça e de bênção num momento crucial de sua história e, especialmente, para nós católicos, um tempo para fortalecer nossa adesão ao Senhor Jesus Cristo, para reavivar a esperança em meio às dificuldades próprias da nossa existência e do caminho que a cidade e o país estão percorrendo”.

Além disso, prossegue o Cardeal, “o Santo Padre nos confirmará na fé porque, com seus gestos e palavras, dará testemunho do amor misericordioso do Pai, manifestado em Cristo e infundido em nossos corações pelo Espírito Santo”.

“Igualmente, nos convidará a descobrir a presença e a ação de Deus em nossos corações e na história da nossa pátria, de modo a agir com maior decisão e generosidade”.

Para isso, o Primaz da Colômbia exortou todos a “abrirem seus corações, preparando-os com a oração, a reflexão e a compartilha fraterna. Somente assim, faremos com que a visita do Santo Padre não seja um só momento, mas um acontecimento que deixe um profundo rastro em nossas vidas, famílias, comunidades e no país, que vive tempos decisivos para seu futuro”.

O Cardeal convidou ainda os fiéis a participarem das atividades de preparação que se realizarão nas paróquias e em todos os espaços onde se proclama e vive o Evangelho. Depois, os convidou a acolherem o Santo Padre pelas ruas da cidade e, de maneira especial, a participar da solene Eucaristia que o Papa Francisco presidirá no parque Simón Bolívar no dia 7 de setembro.

“Oremos juntos ao Senhor para que a visita do Santo Padre nos contagie com o frescor do Evangelho e, assim, possamos ‘ser testemunhas da misericórdia’”, conclui o Primaz da Colômbia.

17/07/2017 12:17