Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Igreja \ Igreja no mundo

A solidariedade em meio ao inverno gelado do Rio Grande do Sul

A comunidade pode colaborar com a Cáritas pra amenizar o frio de quem mais sofre - RV

17/07/2017 17:12

Porto Alegre (RV) – Uma forte massa de ar polar vinda da Argentina derrubou as temperaturas durante a noite no Brasil, e a segunda-feira (17) amanheceu particularmente gelada em várias cidades do Rio Grande do Sul, com mínimas em torno dos 4°C, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) em Canguçu.

Ao participar do Bazar Solidário da Cáritas do RS, que acontece todas as quartas, quintas e sextas-feiras, das 10h às 16h, em Porto Alegre, a comunidade colabora com projetos sociais como o Programa de Roupas para amenizar quem sofre com o inverno gelado do sul do país. Uma parte das roupas recebidas da população são reservadas para doações durante a estação mais fria do ano, e outra para venda em bazar a preços módicos.

Nos dois últimos anos, mais de 60 mil pessoas em quase 900 comunidades de 63 municípios foram beneficiadas com roupas para passar um inverno mais ameno. As doações são normalmente destinadas a entidades, como escolas de educação infantil, presídios feminino e masculino, clínicas geriátricas, grupos de quilombolas e indígenas.

O Bazar Solidário da Cáritas RS, assim, mantém uma rede de solidariedade para manter vivo o trabalho da entidade em defesa de vidas que estão ameaçadas. Isso porque parte dos recursos arrecadados no Bazar Solidário é destinada a um Fundo Estadual de Emergências para garantir apoio a famílias e comunidades atingidas por eventos extremos. O Fundo é acionado para aquisição de itens como cobertores, colchões, alimentos, materiais de higiene e limpeza, entre outras necessidades mapeadas pelas equipes em todo o Estado.

O Bazar Solidário também é organizado pelas entidades da Cáritas no interior gaúcho. Entre no site para saber como funciona a arrecadação de roupas usadas na sua cidade e para poder fazer parte dessa corrente do bem, através do link: rs.caritas.org.br.

A massa de ar polar que atinge a América do Sul poderá ser a mais forte deste ano. Segundo dados do Serviço Nacional Meteorológico da Argentina, Bariloche registrou recorde de temperatura negativa com termômetros chegando a -25,4°C, o mais baixo registrado depois de 30 de junho de 1963. (AC/Caritas-RS)

17/07/2017 17:12