Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Vaticano \ Eventos

Missão da Santa Sé: o afeto do Papa aos ucranianos

Quatro milhões de ucranianos necessitam de assistência humanitária - EPA

09/07/2017 11:31

Kiev (RV) – Uma viagem em meio aos deslocados e necessitados: esta será a missão do Prefeito da Congregação para as Igrejas Orientais, Card. Leonardo Sandri, na Ucrânia, de 11 a 17 de julho.

A todos os fiéis, greco-católicos e latinos, mas também à comunidade ortodoxa, o Cardeal argentino levará a saudação, a bênção e a solidariedade do Papa Francisco. Com esta viagem, o Pontífice confia ao Prefeito do Dicastério este renovado gesto de afeto e proximidade à população que vive o conflito, e um sinal de encorajamento a todos que lutam para aliviar suas consequências.

Consequências da guerra

Segundo dados recentes do Unicef, na Ucrânia oriental pelo menos 750.000 crianças têm dificuldade em obter água potável. Depois de mais de três anos de conflito, quase quatro milhões de pessoas necessitam de assistência humanitária. Cerca de um milhão e meio de ucranianos foram obrigados a abandonar suas casas.

O Cardeal Sandri iniciará a visita na capital Kiev, passará por Kharkiv, Kramatorsk, Ivano-Frankivsk e Lviv. Estão previstos momentos de oração pelas vítimas, encontros com os agentes da Cáritas local, seminaristas, visita ao santuário mariano e celebrações eucarísticas. 

09/07/2017 11:31