Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Papa Francisco \ Documentos

A mensagem do Papa para o Mundial das Missões: "A missão no coração da fé cristã”

“A missão no coração da fé cristã” é o título da mensagem para o Dia Mundial das Missões - AFP

04/06/2017 11:08

Cidade do Vaticano (RV) – Foi divulgada esta Domingo de Pentecostes a Mensagem do Santo Padre para o Dia Mundial das Missões, celebrado no mês de outubro,  intitulada “A missão no coração da fé cristã”. 

A Mensagem é dividida em seis partes: «A missão e o poder transformador do Evangelho de Cristo, Caminho, Verdade e Vida; a missão e o kairós de Cristo; a missão inspira uma espiritualidade de êxodo, peregrinação e exílio contínuos; os jovens, esperança da missão; o serviço das Obras Missionárias Pontifícias; e fazer missão com Maria, Mãe da evangelização».

O Dia Mundial das Missões, escreve o Papa, concentra-nos, também este ano, na “pessoa de Jesus, o primeiro e maior evangelizador”, que nos envia a anunciar, sem cessar, o Evangelho do amor de Deus Pai, com a força do Espírito Santo.

Este Dia Mundial das Missões nos convida a refletir novamente sobre a missão no coração da fé cristã, pois, a Igreja é, por sua natureza, missionária; caso contrário, deixa de ser a Igreja de Cristo, passando a ser apenas uma associação como muitas outras.

Por isso, somos convidados a interrogar-nos sobre algumas questões que tocam a própria identidade cristã e as nossas responsabilidades de fiéis, em um mundo ferido por grandes frustrações e dilacerado por guerras fratricidas, que envolvem, injustamente, sobretudo os inocentes.

Neste sentido, o Papa pergunta: “Qual é o fundamento da missão? Qual é o coração da missão? Quais são as atitudes vitais da missão? E respondeu: “A missão da Igreja, destinada a todos os homens de boa vontade, funda-se sobre o poder transformador do Evangelho”. Esta Boa Nova é portadora de uma alegria contagiante, porque contém e oferece vida nova, em Cristo ressuscitado!

Por conseguinte, a missão da Igreja não é propagar uma ideologia religiosa, mas Jesus Cristo, que continua a evangelizar e agir, que representa o kairós, um tempo propício de salvação na história.

Por meio da proclamação do Evangelho, Jesus se torna nosso contemporâneo, consentindo a quem o acolhe com fé e amor, experimentar a força transformadora do seu Espírito. A sua ressurreição não é algo do passado, mas contém uma força de vida, que penetra o mundo. O Evangelho é uma Pessoa: Jesus Cristo.

O mundo precisa do Evangelho de Jesus Cristo e a Igreja continua a sua missão, através de tantas testemunhas, que, com coragem deram a própria vida, contribuindo para superar os fechamentos, os conflitos, o racismo, o tribalismo e promovendo a reconciliação, a fraternidade e a partilha entre todos.

Em sua Mensagem, Francisco afirma que os “jovens” são a esperança da missão. A pessoa de Jesus e a Boa Nova continuam a fascinar muitos jovens, que buscam percursos para concretizar a coragem e os ímpetos do coração ao serviço da humanidade.

Aqui, o Papa recordou que a próxima Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos, que se realizará no Vaticano, em 2018, terá como tema «Os jovens, a fé e o discernimento vocacional». Esta, disse, será uma ocasião providencial para envolver os jovens na responsabilidade missionária comum, que precisa da sua rica imaginação e criatividade.

Através de uma espiritualidade missionária profunda, vivida dia-a-dia, e de um esforço constante de formação e animação missionária, conclui o Papa, pode-se envolver adolescentes, jovens, adultos, famílias, sacerdotes, religiosos e religiosas, bispos, suscitando neles a obra missionária.

Enfim, o Dia Mundial das Missões é uma ocasião propícia para que o coração missionário das comunidades cristãs possam, com a oração, o testemunho da vida e a comunhão dos bens, dar resposta às graves e vastas necessidades da evangelização, com a proteção de Maria, a Mãe da evangelização! (JE/MT)

04/06/2017 11:08