Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Atualidade \ Geral

El Salvador: juiz pede reabertura do caso sobre assassinato de Dom Romero

Salvadorenhos carregam fotos de Dom Óscar Romero no 31° aniversário de sua morte - AP

19/05/2017 15:59

San Salvador (RV) – Um juiz de El Salvador ordenou na quinta-feira (18/05) a reabertura do caso do assassinato de Dom Óscar Arnulfo Romero e pediu que o único acusado pelo crime – um ex-militar absolvido em 1993 – seja processado pela Promotoria.

A decisão foi tomada depois que a Corte constitucional salvadorenha aprovou no ano passado a Lei da Anistia, que proíbe julgar os responsáveis por crimes e violações de direitos humanos cometidos durante a sangrenta guerra civil, entre 1980 e 1992.

O juiz Ricardo Chicas, do 4º Juizado de Instrução de San Salvador, deixou sem efeito a absolvição por falta de provas do Capitão Álvaro Rafael Saravia - único acusado pelo crime - e pediu para a Promotoria se pronunciar a respeito.

“Esta Lei da Anistia faz alusão mais ao esquecimento dos delitos cometidos do que ao perdão por uma responsabilidade penal”, considerou Chicas em sua resolução sobre o caso de Saraiva, que obteve a suspensão do procedimento judicial contra ele de forma automática.

Dom Romero foi assassinado em março de 1980 enquanto celebrava missa na capela de um hospital em San Salvador.

O prelado denunciava constantemente as violências cometidas pelo exército e por grupos paramilitares na luta contra a guerrilha de esquerda e contra a população e fazia um chamado ao diálogo e à reconciliação.

A guerra civil em El Salvador deixou cerca de 75 mil mortos e milhares de desaparecidos.

(JE/Reuters)

 

 

19/05/2017 15:59