Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

App:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Papa Francisco \ Encontros e Eventos

Papa aos militares: "Deus responde sempre à invocação de paz"

Soldado engajado em operação humanitária - REUTERS

15/05/2017 12:40

Cidade do Vaticano (RV) – Capelães militares católicos de todo o mundo vão fazer de 19 a 21 de maio a Peregrinação “Dai-nos a Paz” ao Santuário de Lurdes, na França. Serão 12 mil, de 40 países.

O Papa Francisco enviou uma mensagem aos participantes, assinada pelo Cardeal Pietro Parolin, Secretário de Estado, agradecendo-lhes por “restabelecer ou manter a paz no mundo”.

“Nestes tempos tão conturbados – diz o documento – é essencial recordar que a paz é um dom que os homens nunca devem deixar de pedir ao Pai”, porque “Deus responde sempre a esta invocação de seus filhos; e responde concretamente, suscitando artesãos de paz, de fraternidade e de solidariedade”.

A exortação final do Pontífice aos militares é para que olhem a Cristo para vencer o mal e o ódio e serem verdadeiras testemunhas da verdade. Enfim, o Papa expressa sua proximidade e apoio a todos os que estão engajados em ações armadas, “especialmente em condições de perigo” e confia todos à proteção de Nossa Senhora de Lurdes.

História

Estas peregrinações começaram em 1958, quando um padre francês e um alemão decidiram, em Lourdes, tentar a “reconciliação entre os dois povos”, no espírito de que “é com a colaboração de todos que passa a construção de um mundo novo”.

Inicialmente, a Peregrinação Internacional a Lourdes reunia apenas militares dos países europeus. Hoje, em sua 59ª edição, o Santuário mariano recebe participantes de países como  Canadá, Costa do Marfim, EUA e outros.  

A programação inclui eventos oficiais, reunindo todos os países, e nacionais, quando cada país realiza o seu, como celebrações penitenciais ou vias-sacras.

Aparições de Nossa Senhora

Numa pequena gruta junto ao rio Gave de Pau, a Virgem Maria apareceu algumas vezes diante de uma menina de nome Bernadette Soubirous (1858). O Papa Pio IX autorizou o bispo local a permitir a veneração da Virgem Maria em Lourdes em 1862.

Atualmente, o Santuário de Nossa Senhora de Lourdes é um dos maiores centros de peregrinação do mundo católico. 

(CM)

15/05/2017 12:40