Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Igreja \ Igreja na América

Venezuela: solidariedade do Papa ao Cardeal Urosa

Papa expressou sua solidariedade ao Cardeal Urosa, pela situação atravessada pelo país - REUTERS

26/04/2017 14:16

Cidade do Vaticano (RV) – Na Venezuela prosseguem os protestos contra o governo do Presidente Nicolás Maduro. 26 pessoas foram mortas desde o início desta nova onda de protestos, em 4 de abril. O país passa por uma das mais graves crises político-econômica-alimentar de sua história. Neste contexto, o Papa Francisco expressou a sua proximidade ao Arcebispo de Caracas, Cardeal Jorge Urosa.

A oposição à Maduro na Venezuela não cede e continua a protestar nas ruas das principais cidades do país. Para esta quarta-feira está prevista mais uma manifestação em Caracas. Maduro é acusado de ser o responsável pela crise, agravada pela falta de alimento, remédios e bens de primeira necessidade. O governo descarta a convocação de eleições antecipadas.

Ao lados dos manifestantes, os bispos venezuelanos, para quem “os protestos civis  e pacíficos não constituem um crime, mas um direito”.

Neste clima, em que também igrejas foram atacadas por grupos alinhados com o governo, o Cardeal Arcebispo de Caracas, Jorge Urosa Savino, compartilhou o telefonema recebido na última semana do Cardeal Pietro Parolin. Em nome do Santo Padre, o Secretário de Estado expressou solidariedade e proximidade ao povo venezuelano.

Dezesseis países da OEA convocaram com urgência para esta quarta-feira uma sessão extraordinária do Conselho Permanente, justamente para examinar a situação do país latino-americano. (MM/JE)

 

 

 

26/04/2017 14:16