Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Papa Francisco \ Encontros e Eventos

Papa aos Maristas: o terreno que vocês trabalham e modelam é sagrado

Papa Francisco com algumas crianças - AFP

20/04/2017 12:34

Cidade do Vaticano (RV) - O Papa Francisco enviou uma mensagem, nesta quinta-feira (20/04), ao Superior Geral dos Irmãos Maristas, Emili Turú Rofes, por ocasião do bicentenário de fundação da Congregação e do 22º Capítulo Geral que se realizará, em setembro próximo, na Colômbia.

“A sociedade hoje precisa de pessoas sólidas em seus princípios, que testemunhem o que creem a fim de construir um mundo melhor para todos”, destaca Francisco no texto. 

“Estes dois séculos de vida tornaram-se uma grande história de dedicação a crianças e jovens que vocês acolheram e formaram nos cinco continentes para que se tornassem cidadãos honestos e sobretudo bons cristãos”, sublinha ainda o Santo Padre. 

O Papa ressalta a importância da educação dos jovens, centro da vocação dos Irmãos Maristas, desde a fundação da Congregação dois séculos atrás. “Educar é expressão da bondade e misericórdia de Deus”, frisa Francisco.

O Santo Padre recorda as palavras do fundador dos Maristas, São Marcelino de Champagnat: “A educação é para cada criança o que o cultivo é para a terra. Por melhor que seja o terreno, se não for arado, produz só sarça e erva daninha.”

Segundo o Papa, “a tarefa do educador é uma dedicação constante que requer sacrifício”. “Todavia, a educação é uma questão de coração e isso a torna diferente e sublime. Ser chamados a cultivar exige, primeiramente, cultivar a si mesmos. O educador religioso deve cultivar o seu campo interior, suas reservas humanas e espirituais a fim de sair para semear e cultivar o terreno que lhe foi confiado”, afirma o Papa. 

Francisco sublinha na carta que os Maristas devem estar conscientes de que o terreno que eles trabalham e modelam “é sagrado”, e que eles devem ver “nele o amor e o sigilo de Deus”. 

O Papa encoraja os Maristas a se abrirem “com esperança ao futuro, caminhando com um espírito renovado”. 

“Com dedicação e compromisso, fiéis à missão recebida, contribuam para a obra do Deus que os chama para ser instrumentos simples em suas mãos”, finaliza o Papa.

(MJ)

20/04/2017 12:34