Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

App:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Igreja \ Igreja no mundo

Nepal: Catedral da Assunção atacada em Katmandú

Fiel nepalesa durante a celebração do Natal - EPA

20/04/2017 14:27

Katmandú (RV) - Um grupo de desconhecidos atacou a Catedral da Assunção, em Katmandú, Nepal, no dia 18 de abril.

Segundo informou à Rádio Vaticano o Pároco, Padre Ignatius Rai, os vândalos entraram nas dependências da Catedral, ateando fogo em uma parte lateral do templo e na casa paroquial.

"Isso é chocante. A comunidade cristã local agora está vivendo sob ameaças", deplorou o sacerdote.

Os cristãos "estão em pânico", afirmou por sua vez o Padre Silas Bogati, que já serviu na Catedral. "Ninguém sabe se o motivo do ataque é alguma rixa pessoal ou ódio por parte de alguma organização".

A Catedral de Katmandú, por sua vez, publicou um comunicado onde condena o ataque e pede às autoridades a investigação do ocorrido. Na nota, também é pedido que não se permita "que nenhum tipo de ataque quebre a harmonia religiosa vivida no país".

Este foi o segundo ataque contra o templo católico. Em 2009 uma bomba explodiu, provando três mortes e deixando 15 feridos, entre os quais uma criança.

A polícia prendeu em 2010 o líder do grupo extremista hinduísta "Exército de Defesa do Nepal", Ram Prasad Mainali, ligado ao atentado.

O Nepal tem 28 milhões de habitantes, 81% deles professa o hinduísmo, enquanto apenas 1% da população é cristã, ou seja, cerca de 300 mil habitantes.

A primeira igreja católica no país foi construída em 1991, depois da promulgação da nova Constituição, que permitiu a liberdade religiosa, restringindo porém a possibilidade de tentativas de conversão pata outra religião. (JE/Aica)

20/04/2017 14:27