Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Igreja \ Igreja no mundo

Bispos poloneses: tristes pela negativa da população em receber imigrantes

Em 25 de março deste ano, a população comemorava os 60 anos da UE em Varsóvia - AFP

20/04/2017 20:11

Varsóvia (RV) – O responsável pela imigração do Episcopado Polonês, Dom Krzysztof Zadarko, se diz “profundamente entristecido” pelos últimos estudos que indicam que somente 4% dos poloneses são “decididamente favoráveis” ao acolhimento dos imigrantes provenientes da região do Oriente Médio, que está em guerra.

A pesquisa do Instituto Polonês do Centro de Análises da Opinião Pública (CBOS) confirma um constante aumento da população contrária à recolocação dos imigrantes que chegam à União Europeia vindos do Oriente Médio e da África, isto é, 74%. De dezembro de 2015 a hoje, o número de poloneses que rejeita os imigrantes daquela região supera firmemente os favoráveis a dar hospitalidade a eles. Todavia, 55% da população polonesa aceitaria os imigrantes ucranianos sem distinções de fé ou etnia.

Dom Zadarko enfatiza que “é necessária uma maior abertura para o próximo em dificuldade”. O prelado observa ainda o quanto seja “inadequado”, na atual situação, a “ajuda in loco” proposta pelo governo polonês como melhor solução para as populações da Síria que, como sublinha Dom Zadarko, “em milhares estão fugindo da guerra”. (AC/Sir)

20/04/2017 20:11