Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Igreja \ Igreja no mundo

Bispo sírio sobre ataque EUA: Tudo se decide por impulso. Papa não é ouvido!

Imagens da TV oficial síria mostram estruturas da base militar atingidas por mísseis - AP

07/04/2017 19:33

Aleppo (RV) – “Uma coisa que desconcerta diante do ataque militar estadunidense em território sírio, é a rapidez com que foi decidido e realizado, sem que antes tivessem sido realizadas investigações adequadas sobre o trágico acontecimento com armas químicas na Província de Idlib”.

Esta é a avaliação do Vigário de Aleppo para os Católicos de Rito Latino, Dom Georges Abou Khazen, ao comentar a notícia do ataque à base aérea em Shayrat (Província de Homs) por mísseis estadunidenses.

“Esta operação militar – acrescenta o prelado em conversa com a Agência Fides – abre novos cenários inquietantes para todos. Vejo que agora também Erdogan exulta por esta intervenção, decidida e realizada sem levar em consideração as vozes que pediam uma investigação independente sobre os fatos ocorridos em Idlib”.

“Tudo se decide com base aos impulsos veiculados por meio da mídia internacional. O Papa e a santa Sé não são ouvidos. E há quem queira que esta guerra suja continue”, alertou o prelado.

Foram 59 os mísseis Tomahawk que nas primeiras horas desta sexta-feira, 7 de abril, foram lançados de dois navios EUA estacionados no Mar Mediterrâneo, atingindo a base militar governamental de onde, segundo sustentado pelos EUA, teriam partido os aviões que em 4 de abril teriam bombardeado com armas químicas a cidade de Khan Shaikun, na Província de Idlib.

Após a operação militar determinada pela administração Trump, a Rússia pediu uma reunião de urgência do Conselho de Segurança da ONU, condenado o ataque.

(FIDES/JE)

 

07/04/2017 19:33