Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

App:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Especiais \ Missão Continental

Bispo de Patos: com Francisco, convidados a sermos uma Igreja em saída

Papa Francisco em Aparecida - SP (24/07/2013), por ocasião da JMJ do Rio de Janeiro - AP

03/04/2017 07:00

Cidade do Vaticano (RV) - Amigo ouvinte, o espaço semanal “O Brasil na Missão Continental” inicia neste quadro a participação do bispo da Diocese de Patos, Dom Eraldo Bispo da Silva, que vai estar conosco estes dias trazendo-nos um pouco da experiência da “Missão Continental” na realidade eclesial desta Igreja particular da Paraíba.

Sede desta circunscrição eclesiástica do sertão da Paraíba, Patos é também conhecida como capital nordestina do calçado e do couro. Distante 307 Km de João Pessoa, localiza-se no centro do estado com vetores vários interligando-o com toda a Paraíba e viabilizando o acesso aos estados do Rio Grande do Norte, Pernambuco e Ceará. Inserida entre as cidades de interior que mais crescem em todo o Brasil, Patos é a 3º cidade polo do estado da Paraíba, considerando sua importância socioeconômica.

Após esses breves dados sobre a cidade-sede da diocese, passemos então à contribuição de Dom Eraldo nesta edição. Recordando que a Missão Continental não se propõe como uma pastoral ao lado de outras, mas como um espírito que perpassa todas as pastorais, o bispo de Patos nos diz como se tem trabalhado nesta Igreja particular este espírito de discípulos missionários.

A propósito, Dom Eraldo diz-nos que hoje, principalmente com a Conferência de Aparecida e diante do magistério do Papa Francisco, somos convidados constantemente, insistentemente, a sermos uma Igreja em saída. Esta missionariedade, este espírito, leva toda a Igreja a ser uma Igreja desinstalada, afirma, acrescentando que “a missionariedade é um modo de os discípulos se comportarem no mundo de hoje. Vamos ouvir (ouça clicando acima).

(RL)

03/04/2017 07:00