Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Especiais \ Direitos Humanos

Repam leva casos de violações à Comissão Interamericana de DH

Repam leva casos de violações à Comissão Interamericana de DH - AP

16/03/2017 10:20

Washington (RV) - Nesta sexta-feira, 17 de março, comunidades indígenas e tradicionais apresentam casos de violações à Comissão Interamericana de Direitos Humanos numa audiência a ser realizada em Washington, nos Estados Unidos. As comunidades serão acompanhadas por representantes da Rede Eclesial Pan-Amazônica (Repam). Entre os dias 21 e 24 de março, o presidente da Repam, Cardeal Cláudio Hummes terá uma reunião com membros da Comissão Interamericana de Direitos Humanos para dialogar sobre os casos de violações ocorridos na Pan-Amazônia. Na ocasião da viagem, o cardeal também participará de encontros e reuniões com o Episcopado Estadunidense, políticos, Universidades e a sociedade civil dos EUA.

Serão apresentados os casos brasileiros da comunidade rural Vila União do município de Buriticupu, no Maranhão, que vem sofrendo impactos pela concessão de suas terras à atividade ferroviária e à extração de minerais; dos povos indígenas Jaminawa Arara, das Terras Indígenas do Alto Rio Purus, no estado do Acre. Também serão levados os casos das violações sofridas pela Comunidade Indígena Tundayme  e comunidade rural de  Zamora Chinchipe, no sul do Equador, e o caso da comunidade indígena awajún e Wampis  do Departamento do Amazonas no Peru.

Essas Comunidades irão se apresentar à Comissão Interamericana de Direitos Humanos para denunciar casos de violações e de degradação da natureza. Dom Cláudio Hummes fala desse compromisso da Repam frente a violação dos direitos humanos das populações amazônidas.

“Este eixo dos direitos humanos tem uma espécie de ‘escola’ que se desloca para as comunidades locais, porque nós queremos estar muito perto das comunidades e a serviço. Não somos nós que fazemos, nós queremos capacitar as pessoas locais a fazerem todo este trabalho. Então, está havendo já um grande trabalho na questão dos direitos humanos e já temos casos a serem levados, casos de violação seja de comunidades, seja de pessoas, e muitas vezes ligados à questão da mineração. De forma que nós já temos mais de 10 processos encaminhados para a Comissão Interamericana de Direitos Humanos e nós também temos um certo protocolo assinado já com esta Comissão, de forma que nós temos um espaço, uma espécie de cooperação, e eles vão nos atender também a partir daí com mais atenção a esses casos que serão encaminhados através da Repam.”

Esta audiência na Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) faz parte de um processo de formação, promoção, defesa e exigência de Direitos Humanos que acompanha a Repam nos países amazônicos

Além de líderes indígenas e membros da REPAM, participam representantes do Conselho Episcopal Latino-americano (CELAM), da Confederação  Latino-americana de Religiosos y Religiosas (CLAR), da Cáritas da América Latina e Caribe, da Conferência Episcopal dos Estados Unidos, entre outras.

É possível acompanhar a audiência nos seguintes endereços: www.cidh.org www.twitter.com/CIDH e www.youtube.com/CIDH

16/03/2017 10:20