Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

App:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Vaticano \ Eventos

Seminário sobre Twitter no Vaticano: Papa, um líder nas redes sociais

Só na sua conta @Pontifex são mais de 32 milhões de seguidores - AFP

03/03/2017 15:52

Cidade do Vaticano (RV) – O Papa Francisco, presente diariamente nas redes sociais, tem oferecido uma referência importante para os milhares de seguidores – 32 milhões só no Twitter, na sua conta @Pontifex, em mensagens divulgadas em nove línguas diferentes. Nesta sexta-feira (3) mesmo o Pontífice lançou um tuíte que diz: “o jejum  não é somente privar-se do pão. É também dividir o pão com o faminto”.

A participação de Francisco como um líder “social” foi opinião unânime e compartilhada entre os participantes de um workshop sobre Twitter e diplomacia (“Twitter Diplomacy at the Holy See”), realizado na manhã desta sexta-feira (3), no Vaticano. Diplomatas e personalidades da Igreja concordaram sobre o papel positivo do Papa na mídia digital, porque sabe tocar a mente e o coração, através de temas de grande importância para todos, crentes e não-crentes.

O secretário da Secretaria para a Comunicação da Santa Sé, Mons. Lucio Adrian Ruiz, afirmou que “onde está o homem, ali também está a Igreja, por isso o Papa está presente no Twitter e no Instagram”.

A embaixadora britânica na Santa Sé, Sally Axworthy, sublinhou que, como demonstra de modo eloquente o Papa Francisco, as redes sociais podem ajudar a alcançar um público muito grande e sobre temas de interesse comum. Segundo ela, a dimensão digital assume um papel sempre mais relevante inclusive às representações diplomáticas e que existem muitos pontos, inclusive sobre o Twitter, sobre os quais a Santa Sé e a diplomacia internacional podem colaborar.

Durante o encontro no Vaticano também foram compartilhadas experiências sobre essa mudança na maneira de comunicar, inclusive em nível institucional, depois que surgiu o Social Network.

No workshop estavam presentes o embaixador britânico na Áustria, Leigh Turner, o embaixador húngaro na Santa Sé, Eduard Habsburg, e o diretor do L’Osservatore Romano, o professor Giovanni Maria Vian. O evento foi promovido pela Embaixada Britânica na Santa Sé, em colaboração com o dicastério para a Comunicação. (AC)

03/03/2017 15:52