Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Atualidade \ Geral

Conselho Mundial da Água: levando o tema à agenda política

Professor Benedito Braga em Seminário 'O direito humano à água' - RV

26/02/2017 10:00

Cidade do Vaticano (RV) – Com a participação de especialistas de vários países, encerrou-se sexta-feira, 24 de fevereiro, na Pontifícia Academia das Ciências, no Vaticano, o Seminário “O Direito Humano à Água”. O evento teve ainda como ‘hóspede especial’ o Papa Francisco, que se dirigiu à plateia pouco antes da conclusão.

Dentre os diversos representantes do Brasil no evento – presidido pelo o Cardeal Cláudio Hummes, Presidente da Comissão Episcopal para a Amazônia e da REPAM, Rede Eclesial Pan-amazônica – estava o Prof. Benedito Braga, secretário de Saneamento e Recursos Hídricos do estado de São Paulo, professor de engenharia civil e ambiental da USP e Presidente do Conselho Mundial da Água. Entrevistado pela RV, ele começa explicando quais são os objetivos deste órgão.

O Conselho Mundial da Água foi criado há 20 anos, é uma instituição que procura aproximar os profissionais que trabalham na área da água (dos recursos hídricos) com a classe política do mais alto nível para tentar fazer com que as políticas públicas, as técnicas desenvolvidas no âmbito dos profissionais possam chegar até aqueles que tomam as decisões, ou seja, colocar em prática as ideias dos professores, dos técnicos, dos engenheiros que trabalham na área dos recursos hídricos. Para levar à cabo esta missão, organizamos a cada três anos o Fórum Mundial da Água. O primeiro foi em Marrakesh, no Marrocos, e o último, na Coreia. O próximo será em março de 2018, em Brasília”.

É muito interessante que o Papa, e o Vaticano, estejam preocupados com o tema da água. Isto para nós, no Conselho Mundial da Água, é extremamente importante, porque é disso que estamos falando no Conselho: motivar, trazer a água ao mais alto nível na agenda política. Ao vermos aqui cardeais importantes preocupados com o tema e Sua Santidade, preocupado com o problema é um excelente sinal para o mundo”. 

(CM)

26/02/2017 10:00