Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

App:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Especiais \ Missão Continental

Dom Manzana: Igreja caminha na história e com os passos da história

Concílio ecumênico Vaticano II foi divisor de águas na vida da Igreja - ANSA

13/10/2016 07:00

Cidade do Vaticano (RV) - Amigo ouvinte, o quadro “Nova Evangelização e Concílio Vaticano II” continua com a participação do bispo da Diocese de Mossoró, Dom Mariano Manzana, com quem contamos estes dias neste espaço de formação e aprofundamento.

Vale lembrar que em 8 de dezembro de 2015 celebramos os 50 anos da conclusão do Concílio ecumênico Vaticano II. Passado meio século da realização deste que foi para muitos o maior evento religioso do Séc. XX, o bispo desta Igreja particular rio-grandense-do-norte nos traz algumas interessantes considerações sobre a caminhada pós-conciliar da Igreja em sua diocese e, alargando o horizonte, na América Latina.

Dom Manzana cita a experiência vivida na Igreja particular de Mossoró nos 50 anos da conclusão do Vaticano II, ocasião na qual ordenou os três primeiros diáconos permanentes da diocese, ressaltando tal evento como fruto do Concílio, vez que este abriu a possibilidade dos diáconos permanentes.

Ele evidencia este fruto passados 50 anos do Concílio para dizer que “realmente a Igreja caminha na história e com os passos da história”, não tem pressa, vai caminhando, vai realmente crescendo. Isso também para sentir como “o caminho da Igreja” não se dá dentro de alguns dias. “Mesmo olhando longe, às vezes os passos são difíceis”, enfatiza.

O bispo de Mossoró diz ainda que o Concílio abriu grandes coisas para nós: “abriu a possibilidade da Palavra de Deus nas mãos do pobre, e isso foi uma grande riqueza para a América Latina!” – e aponta como grande conquista do Vaticano II.

Destaca também o fato de a liturgia entrar cada vez mais na vida do povo, indicando o “ofício das comunidades” que o povo reza nas celebrações dominicais onde o padre não chega, onde não tem a Eucaristia. Vamos ouvir (ouça clicando acima).

(RL)

13/10/2016 07:00