Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

App:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Igreja \ Igreja no mundo

Bispos europeus e migrações: parcerias e respeito mútuo

Bispos europeus abordaram o tema das migrações em encontro na Eslováquia - AFP

12/09/2016 12:10

Bratislava (RV) – Os bispos das Conferências Episcopais da Europa estão preocupados com os imigrantes que chegam ao continente europeu e pedem às estruturas políticas dos Estados-membros parcerias de igualdade e respeito mútuo pelos povos em diálogo com as religiões.

Diálogo e parcerias com outras religiões

“É fundamental que os Estados membros tenham parcerias baseadas na igual dignidade de todos os povos e respeito mútuo. É igualmente importante que as estruturas públicas, nacionais e europeias desenvolvam uma verdadeiro diálogo com os representantes das Igrejas cristãs ou com membros de outras religiões”, afirmam os bispos europeus em comunicado divulgado na conclusão de uma visita do Conselho Europeu das Conferências Episcopais (CCEE) à Eslováquia.

Os participantes do encontro mostraram-se profundamente tocados pelo sofrimento das pessoas em fuga dos conflitos bélicos, especialmente o que devasta a Síria, sem esquecer a situação dos que enfrentam os ataques terroristas na Europa, que causam tantas vítimas.

Os bispos sentem a necessidade de estimular a comunicação com o mundo muçulmano e dedicar mais esforços para ajudar os necessitados de acordo com o mandamento divino do amor.

Ajuda aos cristãos perseguidos

A ajuda aos cristãos perseguidos, bem como o auxílio a quem necessita, seja em regiões em crise no mundo como nos seus países, concretiza os fins cristãos e humanos que devem ser perseguidos com generosidade e sabedoria, considerando as circunstâncias culturais, religiosas e econômicas dos povos europeus e de quem chega.

Reunidos na Eslováquia, país que preside atualmente o Conselho da União Europeia, os bispos pedem uma profunda reflexão sobre o futuro do continente, sobre os valores que vão edificar a sociedade e o papel da religião.  

Pedindo ajuda especializada, tendo em conta a trajetória que os migrantes desejam realizar, os bispos exortam a não esquecer as vítimas da violência, da guerra e do terrorismo.

(Ecclesia/RV)

 

12/09/2016 12:10