Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Atualidade \ Geral

Brasil ainda tem 13 milhões de analfabetos

Dia internacional da Alfabetização - ANSA

08/09/2016 12:04

Nova Iorque (RV) – Celebra-se neste 8 de setembro o Dia Internacional da Alfabetização, que é promovido pela Organização das Nações Unidas (ONU).

No Brasil, de acordo com a ONU, o analfabeto é, na sua maioria, nordestino, negro, com baixa renda e com faixa de idade entre 40 e 45 anos.

Nos últimos 14 anos, a taxa de analfabetismo caiu 4,3%. Todavia, os dados mais recentes do IBGE revelam que 8,3% da população com mais de 15 anos é analfabeta. Este percentual representa aproximadamente 13,2 milhões de brasileiros. 

Em zonas rurais, os dados do programa chamado “Educação para Todos”, da UNESCO, revelou que este índice chega a 25%.

Alfabetização

A alfabetização pode ser definida como “um processo no qual o indivíduo absorve a gramática e as variações da língua. Esse processo não se resume apenas na aquisição de habilidades mecânicas de saber ler e escrever, mas na capacidade de interpretar, compreender, criticar, dar significado e produzir conhecimento.

Todas essas capacidades só serão concretizadas se os alunos tiverem acesso aos matérias didáticos. O aluno precisa se deparar com os usos sociais da leitura e da escrita.

Linguagem

A alfabetização envolve também o desenvolvimento de novas formas de compreensão e de uso da linguagem de maneira geral.

A alfabetização de um indivíduo promove sua socialização, mediante o estabelecimento de novos tipos de intercâmbios com outros indivíduos, o acesso aos bens culturais e às facilidades oferecidas pelas instituições sociais.

A alfabetização é um fator propulsor do exercício consciente da cidadania e do desenvolvimento da sociedade como um todo.

(mt)

08/09/2016 12:04