Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Atualidade \ Geral

Publicações árabes repercutem canonização de Madre Teresa

Destaque na capa do Gulf News - RV

06/09/2016 09:37

Rádio Vaticano (RV) – A notícia da canonização de Madre Teresa de Calcutá também ganhou destaque em  jornais de países islâmicos, que dedicaram colunas e até páginas inteiras sobre a elevação aos altares da “Mãe dos Pobres e Destituídos”.

Os jornais The Península Qatar Daily News, do Qatar, Iraq Sun do Iraque, Iran Herald do Irã, Kuwait Times, do Kuwait, Saudi Arabia Gazette, da Arábia Saudita, Khaleej Times, dos Emirados Árabes Unidos, para citar alguns, publicaram a notícia da canonização assim como as palavras do Papa Francisco.

Dizem que a Igreja católica recebeu com alegria mais uma santa que já era reconhecida por sua santidade em vida. Quanto à vida da santa, todos são unânimes em ressaltar seu serviço aos pobres.

O Muscat Daily News de Omã, afirmou que Madre Teresa, “com sua dedicação aos pobres, se transformou numa das mulheres mais famosas do planeta”. “Madre Teresa é uma freira que trabalhou durante décadas para os pobres e doentes da Índia”, lê-se no artigo.

O jornal da região dos países do Golfo Pérsico que mais deu destaque ao evento foi o “Gulf News”.

Língua universal

Além de publicar diversas reportagens nos dias anteriores à canonização, na edição do dia 5 de setembro, dedicou duas páginas com textos e fotos sobre Santa Teresa de Calcutá – inclusive com uma chamada de primeira página.

A publicação ressaltou seu sorriso como língua universal e publicou as palavras do Papa: “Madre Teresa gostava de dizer: ‘talvez eu não fale suas línguas, mas eu posso sorrir’”.

O artigo refere-se ainda à proximidade de Madre Teresa com o povo, e cita novamente o Pontífice: “Nós temos algumas dificuldades para chamá-la ‘Santa Teresa’. Sua santidade está tão próxima de nós, tão carinhosa e frutuosa que vamos continuar a chamá-la espontaneamente de Madre”.

O Gulf News também publicou as palavras do Primeiro Ministro da Índia, Narendra Modi: “Madre Teresa dedicou toda sua vida no serviço dos pobres e destituídos. Quando uma pessoa assim é relacionada com santidade, é normal para o povo indiano se sentir orgulhoso”.

O jornal do golfo pérsico publicado em inglês também destacou as palavras de Madre Teresa para identificar o trabalho de sua Congregação:

“Nós não somos trabalhadores sociais, não somos professores, enfermeiros ou doutores; somos irmãs religiosas. Nós servimos a Jesus no pobre. Nossa vida não tem outra razão ou motivação”.

Por fim, o Gulf News também recordou as homenagens que as igrejas católicas de Dubai, Santa Maria e São Francisco, ambas frequentadas por muitos indianos, prestaram à Santa Teresa.

(rb/om)

06/09/2016 09:37