Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Artigos \ Bispos

Artigo: O Óbolo de São Pedro

Esta coleta realiza-se atualmente em todo o mundo católico, na sua maior parte, no dia 29 de junho ou, no caso do Brasil, no domingo mais próximo da Festa de São Pedro e São Paulo - OSS_ROM

27/06/2016 16:29

Juiz de Fora (RV*) - A cada ano, por ocasião da Festa de São Pedro e de São Paulo, a Igreja é chamada a unir-se, estritamente, ao Sucessor do Apóstolo Pedro com uma coleta conhecida como Óbolo de São Pedro. Chama-se Óbolo de São Pedro a ajuda que os fieis oferecem ao Santo Padre como sinal de adesão à solicitude do sucessor de Pedro relativamente às múltiplas carências da Igreja universal e às obras de caridade em favor dos mais necessitados.

Esta coleta tem um significado especial, neste ano da misericórdia, quando a Esmolaria Pontifícia, que cuida do atendimento dos mais necessitados em nome do Papa, está desenvolvendo múltiplas atividades caritativas em favor dos mais humildes, que estão em situação de pobreza na cidade eterna. Assim já foram feitas a Barbearia, inaugurado um novo albergue, foram construídos chuveiros, banheiros, e é distribuída comida para os mais humildes e sem casa de Roma. Tudo isso é possível graças a esta coleta especial, chamada Óbolo de São Pedro, que é feito em todas as paróquias, em todas as missas desta solenidade, e enviados na sua integralidade pelos Bispos Diocesanos para o Bispo de Roma.

O Óbolo de São Pedro nasceu com o próprio cristianismo a prática de sustentar materialmente aqueles que têm a missão de anunciar o Evangelho, a fim de poderem entregar-se inteiramente ao seu ministério, tomando cuidado também dos mais necessitados.

No final do século VII, os anglo-saxões, depois de sua conversão, sentiram-se tão ligados ao Bispo de Roma que decidiram enviar, de maneira estável, um contributo anual ao Santo Padre.

Assim nasceu o Denarius Sancti Petri (esmola de São Pedro), que rapidamente se espalhou pelos países da Europa.

Esta prática sofreu grandes vicissitudes ao longo dos séculos, até que foi consagrada pelo Papa Pio IX através de sua encíclica Saepe Venerabilis, de 03/08/1871.

Esta coleta realiza-se atualmente em todo o mundo católico, na sua maior parte, no dia 29 de junho ou, no caso do Brasil, no domingo mais próximo da Festa de São Pedro e São Paulo.

No primeiro ano de seu pontificado, o Papa Bento XVI deu ênfase ao significado particular do óbolo. Segundo ele, a Igreja nunca poderá ser dispensada da prática da caridade enquanto atividade organizada. Trata-se de uma ajuda que é sempre animada pelo amor que vem de Deus.

O Papa Francisco diz que toda ajuda, por menor que seja, é muito importante. Significa união e participação de toda a Igreja Católica. Ao ajudar o Papa Francisco com nosso generoso óbolo estamos minorando a dor dos que sofrem, a fome dos que nada tem para comer e a solicitude do Papa nas muitas catástrofes que estamos assistindo. Sejamos generosos. São Pedro, rogai por nós!

*Dom  Eurico dos Santos Veloso
Arcebispo Emérito de Juiz de Fora, MG.

27/06/2016 16:29