Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

App:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Vaticano \ Eventos

Encontro internacional sobre hanseníase: prevenir e informar

Os hansenianos ainda enfrentam hoje muitas dificuldades, não obstante a cura da doença

03/06/2016 19:46

Roma (RV) - O Pontifício Conselho da Pastoral para os Agentes de Saúde promove nos dias 9 e 10 deste mês, em Roma, no Instituto Patrístico Augustinianum, a Conferência internacional sobre Hanseníase e a reinserção das pessoas afetadas pela doença.

O tema do evento é “Por uma cura holística que respeite a dignidade dos hansenianos”. Os outros promotores da iniciativa são: as Fundações O Bom Samaritano, Nippon, Raoul Follereau e Sasakawa Memorial Health, e a Ordem Soberana de Malta. 

A conferência refletirá sobre a lepra que continua apresentando conotações dramáticas para quem é afetado pela doença, não obstante hoje seja curável. 

As grandes dificuldades que os hansenianos enfrentam, mesmo depois da cura, estão ligadas aos mitos e percepções erradas que causam preconceitos e estigmas sociais em relação a eles e impedem sua reinserção nos vários âmbitos sociais, no mundo do trabalho como também no campo do estudo e da formação. Cerca de 200 mil pessoas são afetados pela hanseníase a cada ano. 

A conferência internacional é uma ocasião para suscitar uma maior consciência sobre a lepra e suas consequências médicas e sociais e também é um espaço para extrair ensinamento das experiências das pessoas afetadas e seus familiares. O desafio se situa em vários campos: incrementar a prevenção e a informação, reduzir a carga da doença, dar assistência aos doentes e suas famílias, e reintegrá-los na sociedade.
 
Participarão do encontro cerca de duzentas pessoas provenientes de vários países do mundo. A iniciativa foi promovida no âmbito do Jubileu dos Doentes e das Pessoas Portadoras de Deficiência que se realizará de 10 a 12 deste mês, no contexto do Ano Santo da Misericórdia. No domingo, 12, o Papa irá presidir a missa do Jubileu dos Doentes e das Pessoas Portadoras de Deficiência, na Praça São Pedro. 

Durante a conferência sobre hanseníase haverá uma mesa redonda inter-religiosa com os expoentes da Igreja Católica, do Judaísmo, Islamismo, Hinduísmo e Budismo que debaterão sobre a contribuição dada pela Igreja e outras comunidades de fé nesse âmbito. O evento será dividido em seis sessões e terminará com a apresentação de três projetos no Mali, no Sudeste Asiático e Brasil. (MJ)

03/06/2016 19:46