Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Igreja \ Igreja no mundo

Card. Tagle: um ano após terremoto no Nepal para dar impulso à esperança

Arcebispo de Manila e presidente da Caritas Internacional, Cardeal Luis Antonio Tagle - RV

25/04/2016 20:25

Katmandu (RV) - Um ano após o violentíssimo terremoto de magnitude 7,9 graus na escala Richter, que em 25 de abril de 2015 sacudiu o Nepal deixando um pesado balanço de mais de nove mil mortos e danificou as habitações de oito milhões de nepaleses, uma delegação da Caritas Internacional se reúne no país do centro-sul da Ásia para dar um sinal de esperança e solidariedade.

Neste um ano o organismo caritativo ajudou mais de um milhão de pessoas, mas ainda há muito a ser feito, ao tempo em que a fase de reconstrução encontra dificuldades para ter início, como afirma o Relatório da Caritas italiana.

A Rádio Vaticano entrevistou por telefone o presidente da Caritas Internacional, o cardeal filipino Luis Antonio Tagle, que se encontra no Nepal. Eis o que disse:

Card. Luis Antonio Tagle:- “Esta reunião da Caritas Internacional é uma manifestação de solidariedade aos vários membros e organizações da Caritas que estão aqui representados. Aquece o coração ver tantas pessoas de todas as partes do mundo que vieram aqui para manifestar sua solidariedade e dar esperança. Do aeroporto até aqui vi muitos sinais de sofrimento, porém, vi também nesta reunião pessoas que colaboram, que dão muita alegria e muita esperança. Esta é a Caritas, o coração da Igreja.”

RV: O que a Caritas Internacional e as outras Caritas estão fazendo para ajudar a incrementar esta esperança dos nepaleses, após o terremoto?

Card. Luis Antonio Tagle:- “Um movimento de solidariedade baseado somente no amor: não há outro motivo que o amor. E esses atos de amor sem autorreferencialidade dão esperança à humanidade, especialmente àqueles que sofrem. E a esperança vem do encontro humano, vem do amor sincero. E cremos que esta reunião dará um impulso de esperança não somente ao povo nepalês, mas ao mundo inteiro.” (RL)

25/04/2016 20:25