Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Vaticano \ Eventos

Sínodo: conjugar descentralização e ministério petrino

Sínodo das Famílias em 24 de outubro de 2015, no Vaticano - AFP

20/04/2016 17:42

Cidade do Vaticano (RV) – Concluiu-se terça-feira, 19, no Vaticano, a primeira reunião do XIV Conselho Ordinário da Secretaria Geral do Sínodo dos Bispos, presidida pelo Papa Francisco. Durante os trabalhos, que tiveram início na segunda-feira, foi sublinhada a ampla acolhida recebida pela Exortação Apostólica pós-sínodal Amoris Laetitia por parte das Igrejas particulares de todo o mundo.

Propostos os temas para o próximo Sínodo

Foram levados em consideração no encontro os resultados da consulta para individuar o tema da próxima Assembleia Geral Ordinária, realizada junto aos Dicastérios da Cúria Romana, às Conferências Episcopais, às Igrejas Orientais e à União dos Superiores Gerais. Após um amplo debate, foram individuadas algumas propostas de temas a serem submetidos ao Santo Padre para a sua avaliação.

Revisão do Regulamento do Sínodo dos Bispos

Os membros do Conselho trataram também no encontro sobre a revisão do Ordo Synodi Episcoporum, isto é, o Regulamento do Sínodo dos Bispos, último ponto na ordem do dia. A este respeito Dom Fabio Fabene, Sub-Secretário do Sínodo dos Bispos, fez um relatório sobre o Seminário de Estudo organizado com este propósito pela Secretaria Geral, após o discurso pronunciado pelo Santo Padre em 17 de outubro de 2015. Os membros do Conselho aprofundaram o tema, subdividindo-se em Círculos menores, e apresentando na sessão plenária um relatório sobre os trabalhos realizados.

Valorização da colegialidade deve conjugar-se com o papel do Bispo de Roma

Dos relatórios dos grupos surgiu, entre outras coisas, a conclusão de que a valorização da sinodalidade e da colegialidade deve sempre conjugar-se com o exercício do ministério do Bispo de Roma, de forma a unir frutuosamente primado, colegialidade e sinodalidade. Concluindo os trabalhos, o Papa agradeceu aos membros do Conselho pela sua contribuição e pelo espírito de comunhão fraterna vivido no decorrer da reunião. (JE)

20/04/2016 17:42