Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Vaticano \ Eventos

Concluído Seminário sobre os 50 anos do Sínodo dos Bispos

Encontro aprofundou discurso do Papa por ocasião dos 50 anos de instituição do Sínodo dos Bispos - ANSA

17/02/2016 19:39

Cidade do Vaticano (RV) – A Secretaria Geral do Sínodo dos Bispos divulgou um comunicado a respeito do Seminário de Estudos “Há 50 anos da Apostolica sollicitudo. O Sínodo dos Bispos a serviço de uma Igreja sinodal”, realizado de 6 a 9 de fevereiro, e que contou com a participação de numerosos docentes de eclesiologia e de Direito Canônico provenientes de diversas Universidades e Faculdades eclesiásticas no mundo. O objetivo do encontro foi aprofundar o discurso que o Santo Padre pronunciou em 17 de outubro de 2015, por ocasião da comemoração do 50º aniversário da instituição do Sínodo dos Bispos por parte do Beato Paulo VI. 

Sínodo e sinodalidade

Durante os trabalhos surgiu a exigência de inserir o Sínodo dos Bispos no contexto mais amplo de uma eclesiologia sinodal, em analogia com o mistério de unidade da Santíssima Trindade. Esta perspectiva leva a conceber a autoridade episcopal in Synodo como serviço ao povo de Deus, do qual se reconhece a dignidade sacerdotal fundada no Batismo. Quando o Papa Francisco fala da sinodalidade como dimensão constitutiva da Igreja – lê-se no comunicado – ele convida a conceber os bispos como aqueles que representam singularmente a própria Igreja e colegialmente a Igreja inteira.

Colegialidade e Povo de Deus

Este assunto tem como consequência a consideração da relação que cada bispo mantém com a própria Igreja e simultaneamente com a Igreja universal, um processo, que vê como protagonistas o Bispo de Roma e o episcopado, mas também os fieis, em que o encontro na Assembleia é a fase culminante. Na vida da Igreja, a estável consulta do Povo de Deus, o seu maior envolvimento e escuta, dão particular significado à expressão de São Cipriano segundo a qual “o bispo se encontra na Igreja e a Igreja no bispo”. Refletiu-se, também, na sinodalidade da Igreja particular, partindo das paróquias, que representam a Igreja visível estabelecida sobre toda a terra; sobre sinodalidade das assim chamadas instâncias eclesiais intermediárias, entre as quais as Conferências episcopais; sobre a sinodalidade dos organismos centrais da Igreja, entre os quais a própria Cúria Romana.

Papa Francisco e a sinodalidade

Por fim, o comunicado sobre os trabalhos do Simpósio recorda o discurso proferido pelo Papa Francisco por ocasião do 50º aniversário do Sínodo dos Bispos, como um dos textos teologicamente mais empenhativos para a Igreja, em particular onde o Pontífice afirma que “uma Igreja sinodal é uma Igreja de escuta, na consciência de que escutar é mais do que ouvir”. É uma escuta recíproca em que cada um tem algo a aprender: Povo de Deus, Colégio Episcopal, Bispo de Roma”. (JE)

17/02/2016 19:39