Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Papa Francisco \ Viagens

México: 'Náhuatl' será reconhecida como língua litúrgica

Região de Chiapas tem maioria da população indígena - AFP

07/02/2016 15:54

Cidade do México (RV) – O Papa Francisco receberá a Bíblia traduzida em tzeltal e tzotzil, duas línguas indígenas maia, no final da missa dedicada aos indígenas que celebrará em 15 de fevereiro em San Cristobal de Las Casas, no México. A entregar o livro ao Pontífice será um sacerdote jesuíta, Eugenio Maurer, de 88 anos. 

Cerca de 100 mil participarão da missa. No altar, haverá uma representação da pirâmide maia de Palenque, e as leituras serão feitas em várias línguas nativas. Também está prevista uma dança ritual. No final da cerimônia, como antecipado pelo bispo de San Cristobal, Dom Felipe Arizmendi, o Pontífice emitirá um decreto de reconhecimento do ‘náhuatl’, idioma usado por mais de um milhão e 700 mil pessoas, como língua litúrgica. 

Padre Maurer, antropólogo e linguista, liderou o trabalho de tradução da Bíblia em tzeltal, que se encerrou em 2004, depois de mais de 40 anos.

A rica cultura mexicana mistura elementos de diversos períodos da história. Possui cerca de 50 povos indígenas sucessores das sociedades pré-hispânicas, que deram origem a aproximadamente 60 línguas indígenas.

O país tem a maior população de língua espanhola no mundo, com quase um terço de falantes nativos. Além disso, quase 6% da população falam uma língua indígena, das quais o náhuatl é a que conta com o maior número de falantes, e 1,2% não falam espanhol.

(CM)

 

07/02/2016 15:54