Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Igreja \ Igreja no Brasil

'Igrejas e Mineração' solidária com vítimas da mineração

11 pessoas morreram e 12 estão desaparecidas depois da tragédia ocorrida em Mariana (MG) - REUTERS

26/11/2015 12:25

Bogotá (RV) – ‘Igrejas e Mineração’, rede ecumênica de comunidades cristãs ameaçadas por conflitos com companhias mineiras, divulgou uma nota de solidariedade e denúncia após o desastre de Mariana (MG). Composta por lideranças cristãs locais, religiosas/os, pastores e bispos de diversos países latino-americanos, a rede se reuniu em Bogotá (Colômbia) nos dias 12-14 de novembro (logo antes do Encontro da REPAM) e expressou a sua profunda solidariedade às famílias das vítimas da tragédia que atingiu as comunidades da região de Mariana e está afetando todos os territórios a jusante das barragens que se romperam.

A nota manifesta repúdio pela irresponsabilidade das empresas Vale S.A. e BHP Billiton quanto à segurança e ao controle ambiental e relembra que o Papa Francisco, em sua mensagem aos atingidos por mineração de diversas partes do mundo reunidos no Vaticano em Julho desse ano, comentava: “Que se escute o grito de muitas pessoas, famílias e comunidades que sofrem direta ou indiretamente, às causa das consequências muitas vezes negativas das atividades de mineração.  

A Rede soma-se à CNBB num forte apelo “pela rigorosa apuração das responsabilidades do desastre de Mariana e pelas mudanças necessárias na legislação quanto à mineração”.

“Em respeito às vítimas e ao sofrimento das comunidades afetadas, o desastre de Mariana precisa alavancar um amplo movimento de solidariedade, bem como novas propostas que, inseridas no novo Código de Mineração, signifiquem maior proteção socioambiental para as atuais e futuras gerações”.

Neste primeiro encontro em Bogotá, participaram mais de 20 representantes, vindos da Colômbia, Honduras, Peru, Chile, Brasil, Argentina, EUA, Itália, Suíça e Alemanha. O encontro serviu para fortalecer a cooperação e a coordenação das atividades e definir um plano de ação para o futuro. Decidiu-se, entre outras ações, a realização da próxima assembleia plenária de IeM, e ainda de dois seminários temáticos: um, sobre a criminalização dos líderes que se opõem aos projetos das grandes empresas mineiras e, outro, sobre as experiências de sucesso na defesa dos povos e dos territórios assessorados pelas diversas Igrejas. Durante a reunião de Bogotá, a rede fortaleceu as suas relações com o Pontifício Conselho da Justiça e da Paz, com o Conselho Episcopal Latino-Americano (CELAM) e com a rede Caritas Internacional, a partir da Caritas Colombiana.

Leia a nota integral clicando aqui.

(CM)

26/11/2015 12:25