Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

App:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Igreja \ Igreja no Brasil

Vaticano reconhece milagre de Padre Francisco de Paula Victor

Decreto de Beatificação do Pe. Victor

08/06/2015 11:41

Campanha (RV) - O Papa autorizou a Congregação das Causas dos Santos, na sexta-feira (05/06), a promulgar o Decreto concernente ao milagre atribuído à intercessão de Francisco de Paula Victor. A sua caridade para com o próximo o tornou popular. 

Biografia

Padre Francisco de Paula Victor nasceu em Campanha, no sul de Minas, em 12 de abril de 1827, durante o período da escravidão negra. Ao entrar para o Seminário, sofreu muito pelos preconceitos dos seus colegas, que o humilhavam e o maltratavam com serviços braçais. Aos poucos, Victor foi conquistando a todos pela sua conduta íntegra e grande humildade. Durante o seu ministério catequizou e instruiu o povo, edificando a Escola Sagrada Família para crianças e jovens.

Ministério sacerdotal

Ordenado em 14 de junho de 1851, Pe. Victor foi vigário paroquial, em Campanha, por 14 meses. Enviado como pároco para Três Pontas, ali permaneceu por 53 anos, até a sua morte, aos 23 de setembro de 1905.

Falecimento

A notícia abalou a cidade e toda a região, que já o venerava. Seu corpo, que ficou exposto durante três dias, exalava agradável perfume. Devido ao grande número de pessoas que compareceram ao sepultamento, foi feita uma procissão pelas ruas da cidade, voltando novamente à Matriz - por ele construída -, onde foi enterrado.

Virtudes

Sua fama de sacerdote virtuoso espalhou-se para além do território da paróquia. Em um país que muito tem lutado para superar os preconceitos raciais, a Causa de Beatificação do Padre Victor enche de coragem a todos os que procuram ter uma vida justa e reta. Um santo negro orienta para Deus, que não faz acepção de pessoas, mas que a todos acolhe com ternura e compaixão.

Causa de Beatificação

O processo de Beatificação teve início em 13 de julho de 1993 e complementado em agosto de 1998. A Congregação das Causas dos Santos o aceitou em 2002. Bento XVI reconheceu a prática das suas virtudes heroicas, aos 12 de maio de 2011. Hoje, o Papa Francisco autoriza a promulgar o Decreto concernente ao milagre atribuído a este Servo de Deus, um milagre reconhecido pela cura inexplicável de um morador da cidade. A cura foi reconhecida por uma junta médica do Vaticano e por uma comissão de teólogos. (MT)

08/06/2015 11:41