Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Igreja \ Igreja no Brasil

Mais um grupo parte em missão para a Amazônia

Nove entre dez habitantes de São Gabriel da Cachoeira são indígenas - RV

29/05/2015 10:31

Brasília (RV) - Um grupo de missionários que participa dos cursos de formação no Centro Cultural Missionário (CCM) em Brasília (DF), visitou a sede da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) na tarde de quarta-feira (27/05). Entre eles, duas religiosas e um padre irão trabalhar na diocese de São Gabriel da Cachoeira (AM).

Padre Luiz Aparecido, que pertence à Arquidiocese de Botucatu e trabalha atualmente como missionário em Ipameri (GO),  participará do Projeto Missionário Igrejas Irmãs dos regionais Sul 1 e Norte 1 da CNBB. O sacerdote destaca a importância da formação do CCM para a missão. “O curso nos ajuda muito a colocar o pé no chão para onde a gente vai chegar,  conhecer a realidade para poder ver como podemos participar, contribuindo dentro daquela cultura, convivendo com eles, auxiliando no que a gente puder e nos colocando como irmãos dentro da comunidade”, afirma o Padre.

Missão na diocese mais 'índia' do Brasil

A formação teve início no dia 5 de maio e é uma iniciativa do CCM em parceria com a  Comissão Episcopal para a Amazônia da CNBB e a Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB).

A Diocese de São Gabriel da Cachoeira, sob responsabilidade de Dom Edson Damian, possui 23 etnias indígenas diferentes e 18 línguas faladas pelos povos locais. Na região, o trabalho missionário de catequese com os indígenas é feito com a inculturação do Evangelho, iniciando a população local à vida cristã.
As outras duas missionárias que partirão para a diocese com maior presença indígena do Brasil pertencem à Congregação das Filhas de Santa Maria da Providência. Irmã Elda Soscia e Irmã Irene Helena Martini atuavam no Rio Grande do Sul e responderam ao chamado do papa Francisco para a evangelização na Amazônia.

“Nós esperamos fazer uma convivência com nossos irmãos indígenas de maneira que possamos dar e receber. Antes de tudo queremos receber porque eles foram bastante injustiçados. Por isso, queremos colocar à escuta para perceber os valores da cultura deles e depois queremos também anunciar o Cristo que é o porquê da nossa vida”, disse Irmã Elda.

Irmã Irene, que está na congregação desde o início da missão da província no Brasil, pretende atender ao apelo de Francisco. “Agora, a pedido do Papa, que insiste tanto para a gente ir ao encontro do mais necessitado, se colocar em missão, a gente quer fazer essa abertura com a Amazônia”, concluiu.
As religiosas irão para o município de Cucuí, às margens do Rio Negro, na fronteira com a Venezuela e com a Colômbia.

Visita à CNBB

Como de costume, os missionários em formação nos cursos do CCM realizam visita à sede da CNBB. Na oportunidade, conhecem a articulação das atividades da Igreja no Brasil promovidas pelo secretariado geral da entidade, além da atuação dos assessores das comissões episcopais. Cerca de 20 missionários brasileiros e estrangeiros dos cinco continentes estiveram na Conferência. Alguns participam do curso de Formação Missionária e outros do Aprimoramento em Língua Portuguesa. 

(CNBB/CM)

 

29/05/2015 10:31