Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Igreja \ Igreja no mundo

Em estudo unificação das datas da celebração da Páscoa

Igrejas cristãs celebram a Páscoa seguindo dois calendários diversos - AP

06/05/2015 17:02

Amsterdã (RV) – A unificação das datas das solenidades litúrgicas atualmente celebradas em dias diferentes pelas várias Igrejas e comunidades de batizados, está relacionada a um “problema histórico”, que por si só, não tem implicações de fé e de doutrina. Em função disto, se está estudando a proposta de unificar para todas as Igrejas cristãs a data da Páscoa. Foi o que afirmou o Patriarca Tawadros II no Centro Cultural Copta de Amsterdã, durante o encontro realizado com jovens no domingo (03/05), no âmbito da visita realizada aos Países baixos e a outras nações europeias.

Uma das hipóteses levada em consideração, é fixar a data da celebração da Páscoa para o “terceiro domingo de abril”. A solicitação de unificar a data da celebração da Páscoa já havia sido expressa pelo Patriarca Copta em uma carta enviada em maio de 2014 ao Papa Francisco, por ocasião do primeiro aniversário de seu encontro no Vaticano. O Primaz da Igreja cristã numericamente mais consistente entre aquelas presentes nos países árabes, voltou a propor a alteração em 9 de novembro passado, ao participar em Viena das celebrações pelo 50º aniversário da Fundação Pró-Oriente.

A unificação das datas de celebração da Páscoa da Ressurreição é uma urgência sentida particularmente na África do Norte e no Oriente Médio onde convivem, no mesmo território, Igrejas e comunidades cristãs que celebram a Páscoa em dias diferentes. Algumas seguem o Calendário Juliano, enquanto outras, o Calendário Gregoriano. (JE)

06/05/2015 17:02